Mais cinco familiares de médica capixaba viajam para a Bahia

0
221

Mais cinco familiares da médica Jaqueline da Penha Colodetti, de 52 anos, viajam para a Bahia , para buscar novas pistas sobre o paradeiro da cardiologista, desaparecida há uma semana. Na última segunda-feira (09), duas pessoas da família desembarcaram em Salvador, após um caminhoneiro passar a informação de que havia dado a carona para a médica na cidade de Planalto, na Bahia.

Segundo a sobrinha de Jaqueline, Barbara Colodetti, a intenção agora é fazer um caminho diferente e mobilizar a população de outras regiões. “Ontem mesmo duas pessoas da família chegaram em Salvador. Hoje já passaram por Feira de Santana, estão pedindo ajuda em toda a região da Bahia e todo mundo está ciente. Agora de manhã mais cinco pessoas estão a caminho de lá também. Eles vão fazer o sentido contrário desses que já estão lá para tentar encontrar outras informações”, contou.

Apesar da mobilização, Barbara contou que a família ainda não conseguiu novas informações, mas espera que com a chegada de mais um grupo ao Estado da Bahia, até o final do dia apareçam novidades.

“De ontem pra hoje, não tivemos nenhuma informação. A gente espera conseguir algo novo até o final do dia. Existem grandes chances dela não estar mais lá na Bahia, porque quem deu carona a ela disse que ela não falava uma cidade específica, só queria seguir estrada e parar na próxima cidade. Mas tudo o que pudermos movimentar nas cidades que sabemos que ela passou, vamos movimentar”, afirmou.

O desaparecimento
Jaqueline desapareceu quando voltava de Domingos Martins, região serrana do Estado, para Campo Grande, em Cariacica, onde mora e tem uma clínica médica.

Segundo a família da cardiologista, o caseiro de um sítio contou que viu a médica dentro do carro dela próximo a ponte do Rio Jucu. O veículo foi encontrado com todos os pertences. Apesar de não ter nenhum problema de saúde, a família acredita que Jaqueline possa ter tido um ‘apagão’.

Informações
Jaqueline é loira, tem os olhos claros e estava vestida com uma calça jeans clara e uma blusa vermelha. Quem viu a médica ou tem informações sobre o paradeiro dela, pode entrar em contato com a família pelo telefone (27) 9 9946-4528.

Redação Folha VItória