Seminário reúne representantes de municípios baianos para discutir políticas para as mulheres

0

As estratégias para a promoção da igualdade de gênero no interior da Bahia foram discutidas no seminário ‘Política para Mulheres nos Municípios’, realizado nesta terça-feira (16), no Hotel Vila Mar, em Amaralina, na capital. O evento reuniu prefeitos; representantes de mais de 60 municípios; de 22 Territórios de Identidade; dos Centros de Referência de Atendimento às Mulheres (CRAMs); Núcleos de Atendimentos às Mulheres (NAM), entre outros órgãos que integram a Rede de Atenção à Mulher em Situação de Violência.

Promovido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), o seminário abordou, entre outros temas, representatividade e políticas públicas para o fortalecimento da luta pelos direitos femininos. “Esse é o segundo seminário que acontece em Salvador. Nós preparamos uma programação muito rica para apresentar para essas gestoras as ações desenvolvidas pela Secretaria. É um momento de integração de toda essa rede de enfrentamento para fortalecer e dar mais eficiência às nossas iniciativas em conjunto”, explicou a chefe de Gabinete da SPM, Daniele Costa.

O evento também reuniu autoridades e representantes de órgãos de outros estados do nordeste. Para a secretária da Mulher e Diversidade Humana do Estado da Paraíba, Gilberta Santos, “a parceria entre os estados ajuda a espalhar a importância das ações de combate à violência contra a mulher de forma mais rápida e com maior alcance. Estamos todas reunidas aqui com esse objetivo”.

O seminário teve inicio na segunda-feira (15) e contou com a palestra da socióloga e ex-ministra da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, abordando os avanços e desafios na área. Nesta terça-feira (16), a gerente de Projetos da ONU Mulheres Brasil, Ana Claudia Pereira, apresentou a Estratégia 50-50, compromissos assumidos por mais de 90 países visando a promoção da igualdade de gênero. A Estratégia foi lançada em 2015 em apoio à Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, que tem 17 objetivos globais para a promoção do desenvolvimento e a erradicação da pobreza.

Repórter: Tácio Santos
Elói Corrêa/GOVBA