Operação Safra colabora para melhores resultados do agronegócio no Oeste

0

O lançamento da sexta edição da Operação Safra, nessa quinta (3), em Barreiras, revela o avanço do agronegócio no oeste baiano. O Governo do Estado, através da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e Polícia Militar, intensifica o monitoramento policial em cerca de 2,5 milhões de hectares que incluem mil propriedades rurais distribuídas em 12 municípios da região. “A criação da Operação é para assegurar aos produtores, trabalhadores e também à população das cidades mais tranqüilidade no período da safra quando existe maior circulação de sementes, defensivos agrícolas e fertilizantes. Uma política decisiva para salvaguardar os investimentos que fazem da região o maior celeiro de grãos e fibra do Brasil”, pontuou o diretor-geral da Agência, Maurício Bacelar, durante o ato de assinatura do Convênio da Operação 2019-2020.

O índice de criminalidade da região foi reduzido, desde a primeira edição da Operação Safra, em 2014. A ação é executada pela Polícia Militar com 180 policiais e oito viaturas para atuação em rondas regulares e abordagens para inibir a atuação de quadrilhas especializadas.

“Também recebemos o reforço policial em apoio às nossas ações de fiscalização nas barreiras móveis e monitoramento para garantir o adequado controle fitossanitário das culturas. Defesa agropecuária é construída dessa forma”, frisou Maurício. A Operação Safra começa na próxima segunda (7) e se estende até o mês de março, período destinado ao plantio de soja e algodão, e quando acontece maior trânsito de insumos agrícolas na região.

A AIBA (Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia) oferece apoio logístico informando às comunidades agrícolas sobre o trabalho ostensivo da PM e facilitando o pouso de aeronaves do GRAER (Grupamento Aéreo da PM), quando houver necessidade de complementar ações de varredura e combate às ocorrências policiais.

Fonte: Ascom/ Adab