Teixeira de Freitas: Candidata procura a polícia pra denunciar ataques na internet

0

Por Ronildo Brito TH / Foto: LN

Na manhã desta terça-feira, 29 de setembro, Marta Helena Leal, candidata a prefeita de Teixeira de Freitas pelo PSDB, procurou a Delegacia Territorial do município (DT), onde registrou uma ocorrência policial alegando que vem sendo vítima de ataques injuriosos e distribuição de notícias falsas (Fake News), por três grupos locais de WhatsApp. Ela contou que teve acesso às mensagens que estariam sendo disseminadas a partir desses grupos, fazendo acusações falsas que ela teria recebido valores em dinheiro para manter sua candidatura, o que facilitaria a campanha de outro candidato da cidade. “Estão tentando denegrir a imagem dessa mulher que sempre se propôs a lutar por Teixeira de Freitas. Procurei a polícia e vou buscar outros caminhos legais para impedir essas mensagens caluniosas”, disse. A candidata Marta Helena esteve acompanhado do seu candidato a vice-prefeito Diógenes Luz e os dois disseram esperar um posicionamento das autoridades.

As notícias falsas têm merecido uma atenção muito grande da Justiça Eleitoral e em um pronunciamento recente através de uma live, o juiz Marcos Aurelius Sampaio, titular da 187ª zona eleitoral de Teixeira de Freitas, disse que a lei 13.834, já em vigor, estabelece prisão de dois a oito anos e multa, para quem produzir ou repassar Fake News com o objetivo de prejudicar candidatos nas eleições deste ano de 2020.