Pedrão 2016 poderá não acontecer esse ano em Eunápolis

0

Considerado o maior São Pedro do Brasil, o Pedrão de Eunápolis que em 2016 completa 12 anos poderá não acontecer. Segundo informações preliminares a crise nacional e a falta de patrocínios poderão inviabilizar a realização do Pedrão 2016.

O evento movimenta a economia local desde da divulgação das atrações passando pela montagem, quando os forrozeiros se animam e iniciam suas compras de roupas e calçados. Já semanas antes do evento, o mercado imobiliário inicia os alugueis de casas por temporada e os hotéis alcançam de 90 a 100% de suas reservas. E durante a festa, o ramo alimentício é aquecido com os vendedores ambulantes e barraqueiros no circuito, além dos bares e restaurantes, que chegam a abrir 24h.

Seguramente, o Pedrão é uma das mais importantes festas do nordeste brasileiro. A cidade de Eunápolis recebe milhares de turistas de todo Brasil. Hotéis e residências ficaram cheias de visitantes.

voceaki_299

O prefeito de Eunápolis Neto Guerrieri segue um modelo de gestão onde planejamento e responsabilidade são princípios básicos da sua administração. Algumas perguntas dentro dessa ótica deixam em dúvida a importância do evento para atual gestão. Porque desde do início da gestão do prefeito Neto Guerrieri não foi feito um planejamento para o Pedrão? Porque a licitação para comercialização de cotas de patrocínios não é feita com antecedência para atrair mais patrocinadores para o evento? Atrações do evento poderia ser divulgada com antecedência, a exemplo de Salvador no carnaval e São João em Campina Grande – PB? São algumas perguntas que em todas edições ficam sem respostas.

Um bom exemplo de gestão para grandes eventos é administração do prefeito de Salvador, ACM Neto, que conseguiu mesmo com a crise arrecadar perto de 35 milhões para o Carnaval de Salvador 2016.

A pergunta que continua sem resposta, vai ter Pedrão esse ano em Eunápolis? Com a palavra o prefeito Neto Guerrieri. Redação Oxarope