Nota Fiscal Eletrônica de Serviços passa a ser obrigatória em Itamaraju a partir desta segunda-feira (14)‏

0
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA

por VOCEAKI.COM

A Prefeitura de Itamaraju – BA juntamente com a Secretaria de Finanças Municipal, por meio desta publicação informa que a partir desta segunda-feira (14) de março, entra em vigor a obrigatoriedade da emissão de Nota Fiscal Eletrônica de Serviços – NFS-e, sendo que, as empresas e profissionais autônomos que recolhem o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN em Itamaraju já informados em reunião previa não poderão mais utilizar a tradicional nota fiscal de papel.

A nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFS-e) é um o documento fiscal de existência apenas digital que substituirá as tradicionais notas fiscais de serviços impressas. A NFS-e, implantada pela Secretaria de Finanças Municipal, será emitida e armazenada eletronicamente em programa de computador da Prefeitura de Itamaraju, com o objetivo de materializar os fatos geradores do ISSQN, por meio do registro eletrônico das prestações de serviços sujeitos à tributação de imposto.

O prazo de sessenta (60) dias para regularização do novo sistema de emissão de notas, foi repassado para a sociedade Itamarajuense durante a reunião promovida pela Prefeitura de Itamaraju com intermédio da Secretaria de Finanças, no auditório da FACISA/CESESB no dia (26) de janeiro, na ocasião a comunidade e empreendedores foram convocados para esclarecimentos acerca do novo sistema implantado, que irá substituir a conhecida Nota Fiscal de papel.

lucilene-curveloSegundo a Secretária de Finanças Municipal, Lucilene Curvelo, a reunião ocorrida teve o intuito de apresentar a nova NFS-e para todas pessoas que recolhem ISS ao município, bem como, sanar eventuais dúvidas sobre o novo sistema. “As empresas emergentes de Itamaraju, logo ao pagar o alvará, já foram cadastradas na NFS-e e os comércios já existentes solicitaram o cadastro e foram inclusos no mês seguinte ao pedido”, explica Lucilene Curvelo.

O evento em questão contou com a participação de equipes das áreas jurídicas, contábil e técnicos responsáveis pela implantação da Nota Fiscal Eletrônica, onde capacitaram alguns empresários do município que já concluíram a fase de teste e estão emitindo o novo modelo de nota.

A substituição das tradicionais notas fiscais em papel pela NFS-e trará inúmeros benefícios para os emitentes e para sociedade em geral, dentre eles: redução em custos de impressão e armazenamento das notas, simplificações de obrigações acessórias, otimização dos processos de organização, guarda e gerenciamento dos documentos fiscais, redução do consumo de papel (com impacto positivo no meio ambiente), padronização dos relacionamentos eletrônicos entre empresas e o órgão público, surgimento de oportunidades de negócios para empresas na prestação de serviços ligados à NFS-e e entre outras vantagens que tornam este modelo muito mais confiável e prático.