Deputada que teve o marido preso depois de votar ‘pela gestão ética’ faz desabafo no Facebook

0

A deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG) fez um desabafo em apoio ao marido, Ruy Muniz, prefeito de Montes Claros, cidade que ela citou em seu voto pelo impeachment como “modelo de gestão”. No desabafo, ela diz que reitera ‘cada uma das palavras ditas no dia 17 de abril’, durante a votação para aceitar o processo de impedimento da presidente Dilma Roussef. Para Raquel, ‘Montes Claros tem um gestor íntegro, ético e que preza pela transparência de suas ações’. Confira:

“Meus amigos e minhas, confesso que fiquei atordoada e muito chateada com tudo o que aconteceu. Precisei de um dia para tomar ciência do que se passava, respirar fundo e não desistir. Eu e Ruy sempre soubemos o que poderia acontecer com a gente quando entrássemos para a política, mas jamais que chegaria a esse ponto. No entanto, não vamos nos intimidar em busca de um Brasil, de uma Minas e de um Montes Claros cada dia melhor. Por isso, reitero cada uma das palavras ditas no dia 17 de abril durante a votação para aceitar o processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff. Montes Claros tem um gestor íntegro, ético e que preza pela transparência das suas ações.

Não há razão jurídica para a prisão preventiva do meu marido, o prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz, por não haver risco a ordem pública, nem perigo de fuga e nem haver qualquer indício de obstrução da justiça. Há, sim, razões de outras ordens, não republicanas, que justificam essa investigação. O meu marido, ao contrário do que está sendo amplamente noticiado, não teve a prisão decretada por motivos de corrupção e quem teve o senso ético de buscar a verdadeira motivação na decisão judicial pode verificar isto.

Todas as providências jurídicas cabíveis já foram tomadas e tenho a plena certeza de que a verdade prevalecerá. Acredito que o meu voto na noite do dia 17 de abril foi um voto consciente e mais: foi um voto responsável pois vai ajudar na reconstrução do Brasil e devolver o nosso país aos trilhos do desenvolvimento. Somos pessoas de bem e estamos à disposição da justiça e da sociedade para qualquer esclarecimento. Sou mulher de fé e permaneço acreditando na Justiça”.

Fonte: Ibahia – Agência O Globo